• Guilherme e Murilo M.

Uma nova experiência


Durante esse ano muitas resenhas foram feitas e de livros incríveis! Mas, uma experiência vai ser única para os nossos resenhistas: analisar um original. Uma tarefa desafiadora para as crianças e que despertou ainda mais a sensibilidade deles, pois avaliar um livro infantil apenas pela escrita, sem contar com o auxílio das imagens não é fácil. E o prazer da leitura foi tão grande que o Sopa de Sapo ganhou uma capa exclusiva. Estamos torcendo para que logo o livro seja publicado e lido por muitas crianças. Vamos conhecer como foi essa experiência?

O mistério do sapo


Olá meu leitor , hoje estarei resenhando o livro Sopa de sapo da escritora Danielli Cavalcanti.


A história começa quando o melhor amigo de Sapeka desaparece , ninguém sabe onde ele está , Sapeka na procura de seu amigo encontra uma casa amarela onde os membros estão tomando sopa verde.com sua amiga borboleta tentam descobrir o caso , mas não foi tão fácil e com essa procura se envolvem e diversos problemas

Bom, todo livro tem seus pontos fortes e fracos , então vou começar pelos fortes. O livro é muito bem desenvolvido com uma boa história, boa forma de expressar as falas do personagens, mas se me perguntassem para que idade eu indicaria esse livro eu acho que indicaria para o público de crianças mais novas, mas qualquer um pode ler.

E agora a parte ruim que eu não achei muita coisa, mas a escrita para a idade que eu indiquei acho que poderia ser um pouco mais informal, mas de resto o livro é muito bom, eu recomendo.Obrigado por ler até aqui, até a próxima.

Murilo R.

Uma sopa diferente

Meus caros leitores, hoje escrevo a resenha de um livro chamado Sopa de Sapo, de Danielli Cavalcanti.

Nesse livro um sapo chamado Sapeka e uma borboleta tentam descobrir o mistério do sumiço de Froscho. Desconfiado de várias coisas eles continuam procurando Froscho, até que viram uma casa que tinha uma sopa diferente...

Eu achei muito legais as colocações no título de cada capítulo, também achei o livro com uma escrita fácil e compreensível, em geral um ótimo livro.

Guilherme M.

Vamos conhecer a autora e nossos resenhistas?

Danielli Cavalcanti nasceu em 1978. É recifense de nascimento, baiana de batismo e paraibana de fato. Cursou bacharelado em administração de empresas e fez mestrado na mesma área. Através da disciplina amor puro e aplicado, ministrada por sua mãe, teve suas primeiras aulas intensivas de feminismo. Trabalhou mais de nove anos na Ongmaiz, uma organização fundada por migrantes para migrantes, em Linz, na Áustria. Flor de Linz é seu primeiro livro publicado. É uma declaração de amor e admiração às migrantes que simbolizam luta, resistência e perseverança, e que formam laços solidários por onde passam.

Meu nome é Guilherme, tenho 10 anos. Gosto de escutar música, jogar e brincar com meus amigos. Leio qualquer tipo de gênero, mas o que me interesso é o mangá. Aproveitarei, enquanto sou criança, porque sempre tem coisas boas e uma delas é não ter que trabalhar! Ainda não tenho certeza, mas eu quero ser arquiteto ou desenvolvedor de games.

Oi, eu sou o Murilo R., tenho 10 anos e as coisas que mais gosto de fazer são: brincar com meus amigos e jogar vídeo game. Eu gosto de ler diversos gêneros, mas eu prefiro suspense.

A infância, se não for a melhor, é uma das melhores fases da vida e uma das coisas que gosto de fazer na infância é ir na casa dos meus amigos e jogar bola, jogar vídeo game e viajar com meus avós e familiares. Agora, o que todos me perguntam é quais são os meus planos para o futuro. Em casa, eu quero ter a profissão de cozinheiro e no trabalho fora de casa eu ainda não decidi.


84 visualizações