Vendaval de histórias

19.09.2018

 

 

               É dia de ventania de histórias hoje no O Periscópio! Quem nunca gostou de ouvir histórias? Aqui a criançada gosta de ouvir, de ler, de fazer e de compartilhar suas experiências literárias com o mundo inteiro.   A resenha de hoje nos leva pela magia da leitura que faz duas crianças soltarem a imaginação. Prepare-se para voar nesse furacão de histórias com Sofia, Bento e Bia!

 

 

 

Bento vento, Bia Ventania

 

 

            Você quer saber o porquê desses nomes,  Bento Vento, Bia Ventania? O livro conta sobre duas crianças. Elas nasceram da mesma mãe, no mesmo dia e quase no mesmo horário. Eram gêmeas! Elas não eram iguais: Bento era vento e Bia era ventania! Quer dizer, que ele era mais calmo e ela mais agitada. Uma coisa que eles gostavam e que ficavam calmos era ler histórias. Sua mãe também contava histórias para eles, movidos pela imaginação. Pura aventura de criança. Na escola, o sinal tocava e eles iam correndo para a biblioteca. Lá, as palavras viravam brincadeiras e os personagens melhores amigos. Em uma tarde, algo diferente aconteceu! Bateu um sopro muito forte de vento que levou eles para um lugar mágico.

          Eu gostei bastante do livro porque ao ler esse livro consegui imaginar as histórias que eram contadas pela mãe das crianças. Mas na minha opinião o livro é para crianças de 7 a 8 anos de idade.

 

 

 

Ficha técnica:

Título do livro: Bento vento, Bia ventania

Autora: Danielle Fritzen

Ilustrador: Nando Santos

Editora: Imaginart

Número de páginas: 28

 

 

 

 

            Vamos conhecer nossa resenhista e a autora?

 

           Eu me chamo Sofia e  tenho 10 anos. Meu gênero de leitura preferida é humor  e terror. O que mais gosto de fazer andar a cavalo.

          Minha infância é muito boa, todo que quero minha família me dá. Meus planos para o futuro ainda não sei, mas pretendo ter uma profissão que envolva animais.   

 

 

 

 

         Escritora, atriz, publicitária e produtora, Danielle Fritzen nasceu em 30 de novembro de 1975, em Niterói. Formada em Comunicação Social, desenvolveu diversos projetos de Literatura e Teatro na cidade, incluindo o Projeto A Escola Vai ao Teatro, com crianças de escolas particulares e públicas, além de fazer parte da Coordenação de Promoção da Leitura e do Conselho Municipal de Cultura de Niterói. 
         Inspirada pelos seus filhos Luíza e Rafael, ela mergulhou no universo infantil e escreveu diversos livros voltados para essa faixa etária, usando várias técnicas de texto que aprendeu no curso de Comunicação Social. Entre seus títulos publicados, destacam-se a série “Luna” – “Luna, A Sonhadora”, “Luna e a Cartola Mágica”, “Luna e um Conto de Fada”, “Luna e uma História Encantada”, “Luna e a Mala de Histórias” –, “Um Conto de Fado Padrinho”, “Bento Vento, Bia Ventania” e “Meu Herói da Paz”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload