A arte milenar das dobraduras

11.11.2019

 

 

 

         Imaginem o quanto de conhecimento e sabedoria existem nas artes milenares. Imaginem como é delicioso passar isso para as gerações futuras para que não seja perdido. Agora, imaginem, unir a literatura e a arte milenar do origami que coisa mais linda seria. Seria? Não, é o livro lindo de Tereza Yamashita. Esse livro vem acompanhado de uma história (além da que ele conta). Recebi o livro e algum tempo mais tarde, quando demos inicio à Maratona de Resenhas eu abri o pacote no qual ele estava embalado.  E qual não foi nossa surpresa quando junto com o livro vários tsurus vieram nos desejar sorte e alegrias! Uma surpresa emocionante para nós!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Agora é a hora de ler o que o nosso amigo Jean achou do livro. E que os tsurus continuem nos trazendo sorte e alegrias!

 

Carinho dobrado

 

         Olá, você quer viajar comigo nessa cidade linda e geométrica ?

 

        Dizem que a cidade das dobraduras foi fundada (criada) por um sábio amalucado que gostava da arte milenar (o que tem mil anos) do origami. Fugindo da guerra, ele fez sua primeira dobradura com um papel pequeno em seu bolso e nunca parou mais. Muitas pessoas querem descobrir aonde esse lugar maravilhoso fica, sem poluição, sem desigualdade social, sem crises econômicas  e sem guerras. Um país em paz.
       O livro em si é bem ilustrado e colorido, é ótimo para crianças que estão aprendendo foras geométricas e também há partes bem profundas, que mexem conosco. Gostei de seu formato e das letras grandes,  com poucas frases, focando mais nos desenhos maravilhosos.

 

Ficha Técnica:

Título: A cidade das dobraduras
Autora: Tereza Yamashita
Número de páginas: 40 páginas
Ilustrador: Teo Adorno
Editora: Edições Barbatana

 

        Vamos conhecer o resenhista e a autora?

 

       Eu que fiz essa resenha, Jean. Eu tenho 11 anos e gosto de ciências, história e matemática. O gênero literário que gosto é suspense e ficção científica. Gosto de desenhar desde pequeno. 

 

        Nasci em São Paulo, entre chuvas e arranha-céus. Adoro brincar com as palavras (literatura), o papel (origami) e o barro (cerâmica). Em 2016 ganhei o 58º Prêmio Jabuti, em segundo lugar na categoria Livro Infantil Digital com “Mãos Mágicas”. Em 2013 lancei o livro Mãos mágicas, pela SESI-SP Editora. Em 2007 recebi uma bolsa do Programa de Ação Cultural (ProAC), para escrever o livro "Troca de pele", lançado pela editora Hedra em 2009. Tenho outros livros publicados em coautoria, pelas editoras Saraiva-Atual, Scipione e Manole. Colaboro com a revista Ciência Hoje das Crianças e o portal Plataforma do Letramento, com matérias sobre dobraduras. Adoro divulgar a história do origami, por isso ministro oficinas para crianças e também para adultos que ainda guardam uma criança dentro de si. Mantenho o blog Abraços Dobrados, onde brinco com artes e literatura: https://yamashitatereza.wordpress.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload