De lá pra cá: dia do Folclore






Cada povo tem suas tradições, costumes, lendas e hoje, dia 22 de agosto é comemorado o dia do folclore no Brasil. Aqui, pelas bandas de Portugal, ele é comemorado em outra data, mas o que importa mesmo é comemorar e valorizar a cultura popular. E não é que O Periscópio, danado do jeito que é, subiu no monte para ver e ouvir uma contação de histórias, lendas, brincadeiras e também conhecer a primeira e única Biblioteca na Árvore de Portugal.

A gente sabe bem que o folclore no Brasil é uma mistura de várias culturas, indígena, africana e europeia. O nosso saci-pererê é um personagem que carrega influência de todos esses povos. Vocês podem perguntar: até a cultura europeia? Pois é, amigos, aquele gorrinho que ele usa é igual a do Trasgo, um ser encantado do folclore transmontano, aqui no norte de Portugal, que vive a fazer traquinagens, tal qual o nosso Saci. Aqui, aí ou em qualquer lugar os seres mágicos sempre habitaram a imaginação das pessoas. Nesse dia do folclore ouvimos lendas indígenas, cantamos canções de acumulação, adivinhas. Brasil e Portugal se encontraram com muita alegria com Renata Flaiban Zanete e Fabiano Assis, da Cia Rodamoinho. É a arte e a cultura sobrevivendo a esses tempos tão difíceis.

Tudo isso aconteceu em um lugar muito especial, em Braga, uma cidade linda que fica no Norte de Portugal, o Parque Guadalupe, onde fica a primeira árvore biblioteca do país. A criançada aproveitou, cantou, aprendeu e se divertiu numa tarde muito gostosa aqui em além mar. Não importa onde a gente estiver, nossas memórias estarão sempre dentro de nós. Nossas influências são parte da nossa essência e não podemos esquecê-las. Por isso hoje foi dia de celebrar: viva a cultura popular!







Que tal conhecer a Árvore da Leitura?